Ilusões (1)

, 5 comentários

Este texto já tem algum tempo, mas estou a tratar de escrever uma continuação... Não estou com muita vontade para detalhes, mas posso dizer que muitas vezes há pessoas que mostram uma faceta diferente, fazendo-nos interrogar se será essa faceta a verdadeira personalidade da pessoa ou não...


"Ainda tal me parece impossível, custa-me a crer. É assustador o modo como crescemos e nos separamos. Podia jurar que ainda ontem estávamos juntos, a rir, a fazer planos para a nossa vida perfeita... mas parece que a perfeição não é mais que um estado de espírito, uma ilusão criada pelo nosso subconsciente, ocultando as falhas, os erros que nos caracterizam.
Agora, olhando para nós apenas vejo figuras incompreensíveis, turvadas pelas paredes de gelo que existem a separar-nos, onde outrora existiam rios de água cristalina. Toda a transparência que existira entre nós tornou-se num conjunto de vultos misteriosos, segredos que nos matam por dentro pelo simples facto de os ter, mas parece-nos mais fácil mantê-los a quebrar este gelo que nos separa e nos turva a visão...


Acredito verdadeiramente que não sabemos lidar com as nossas falhas, por isso criamos estas paredes, estas muralhas, numa tentativa de nos protegermos de possíveis julgamentos que faremos de nós... falta-nos aquele verdadeiro sentimento de confiança. Nunca o tivemos, e também não nos esforçamos para o ter, vivemos uma ilusão que manteremos eternamente, com medo de nos desiludirmos.
Olhando para trás, não consigo decifrar o que criou o primeiro cubo de gelo, não consigo compreender o que mudou... provavelmente foi algo que sempre lá esteve, apenas temporariamente invisível, mas sempre presente!
Desilude-me o facto de não conseguires compreender que consigo ler a tua expressão, consigo ver a falta de confiança que tens em mim, e a parede que existe entre nós torna-se ainda mais sólida, mais densa, mais impenetrável.
Desilude-me ainda mais saber que o gelo nunca vai desaparecer completamente, se calhar nem sequer vai diminuir, pois a minha maior desilusão é saber que nem tu nem eu alguma vez daremos o nosso melhor para corrigir os nossos erros, eliminar todo o gelo que existe entre nós.
Por fim, desiludes-me por me teres iludido com toda uma relação especial que não é mais que algo banal.


Nunca seremos verdadeiramente mais que colegas, apesar de nos intitularmos de muito mais, nunca sentiremos aquilo que dizemos sentir, apenas aparentamos tal para não nos sentirmos mal com as tão elevadas expectativas que um dia criamos, quando tudo parecia perfeito banhado pelo sol de Janeiro..."

5 Response to "Ilusões (1)"

  1. Anónimo says:

    Cocas, isto está lindo *_*
    As palavras bem escolhidas e colocadas, mais do que isso, transmite o sentimento.
    Não acho que a verdadeira face tenha de ser necessariamente uma ou outra, provavelmente são ambas verdadeiras.
    E realmente se não há esforços mutuos uma relação nunca avança para além do colega ou conhecido...
    Bjs
    Inês

    Inês says:

    YEEY este ja esta no blog =) por isso se nao te importares nao vou comentar =P

    Anónimo says:

    rabetice

    eduarda says:

    é isso e gatinhos fofinhos e lojas de caixinhas de músicas! (vá, não ligues)

    andyy says:

    Sempre soube que havia poucas pessoas com a tua sensibilidade, com o teu "tacto" para falares sobre a condição humana, mas confesso que continuas a surpreender-me...
    De certa forma conseguis-te "emocionar-me", talvez por me rever, e muito, em certas coisas que escreves-te...
    És uma caixinha de surpresas... (das boas..lol).
    Bjinho

Enviar um comentário

    Seguidores